Banner
Banner

Banner
Banner
Banner
Banner

Banner
Banner
Página Principal

PROGRAMAS E PROJETOS

Projeto GEF Noroeste

Publicado em: Sex, 29 de Outubro de 2010 10:17

Última Atualização em: Sex, 17 de Dezembro de 2010 09:59

William Gusmão

 

PROMOÇÃO DE CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA BIODIVERSIDADE NAS FLORESTAS DE FRONTEIRA DO NOROESTE DE MATO GROSSO (PROJETO BRA/00/G31) – GEF

         

 

OBJETIVO: Consolidar uma matriz integrada de diferentes usos do solo por meio da constituição de um mosaico de áreas protegidas, de blocos contíguos de matas primárias e áreas de conectividade, de regeneração secundária em propriedades privadas, assim como de sistemas agrosilvopastoris e de manejo sustentável de floresta no entorno de áreas protegidas.

 

 

  • AREA DE ABRANGÊNCIA: Região Noroeste do Estado de Mato Grosso, incluindo os municípios de Juína, Castanheira, Juruena, Cotriguaçu, Colniza, Aripuanã e Rondolândia.

 

  • CONCEDENTE: GEF – Global Environment Facility

 

  • PARCERIAS: Instituto Pró-Natura, Pnud, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Centro Nacional de Desenvolvimento Sustentado das Populações Tradicionais (CNPT), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Associação de Desenvolvimento Rural de Juruena (ADEJUR), Office Nacional Dês Forests (ONF), Rohden Indústrias Lígnea Ltda., Produtores Rurais, e prefeituras dos municípios de Castanheira, Juruena, Cotriguaçu, Colniza, Aripuanã, Rondolândia e Juína.

 

  • PERÍODO DE EXECUÇÃO: 2001 A 2010

 

  • VALOR DO PROJETO: US$ 4.900.000

 

 

      • PRINCIPAIS AÇÕES:

 

  • Constituição de um mosaico de áreas protegidas (unidades de conservação, terras indígenas, corredores ecológicos) na região Noroeste de Mato Grosso (Juína, Castanheira, Juruena, Cotriguaçu, Colniza, Aripuanã e Rondolândia);
  • Implantação de blocos contíguos de matas primárias e corredores de regeneração secundária em propriedades privadas do entorno das áreas protegidas, estabelecendo sistemas agroflorestais como forma integrada de conservação da biodiversidade;
  • Promoção de sistemas de manejo florestal sustentável na região, como alternativa de produção florestal sustentável, em particular no entorno das áreas protegidas.

 

 

  • RESULTADOS OBTIDOS/ PREVISTOS:

 

5.702,30 km2 de áreas públicas estabelecidas como Unidades de Conservação;

27.604,93 km2 de áreas particulares cadastradas na base da SEMA, sendo 80% equivalentes a área de reserva legal no entorno de UCs e TIs, 01 RPPN reconhecida e 01 em processo de reconhecimento;

04 planos de uso em implementação e 21.518,90 km2 abrangendo 06 TIs inclusas em um corredor ecológico proposto para a região Noroeste de MT;

1.400 hectares de sistemas agroflorestais (SAFs) implantados e 40 unidades demonstrativas de SAFs instaladas;

03 municípios com Zoneamento Sócio Econômico Ecológico completamente discutidos aguardando o ZSEE do estado de MT;

O SIMLAM desenvolvido pela SEMA, está sendo utilizado via internet para monitoramento e controle;

01 plano de manejo de UCs desenvolvido,02 em conclusão, 02 planos de conservação de área concluídos e 02 em conclusão, inventários de biodiversidade realizados (mastofauna, herptofauna e vegetação) em 03 UC’s (Parque Estadual do Tucumã, Estação Ecológica do Rio Madeirinha e Estação Ecológica do Rio Roosevelt), e 01 Conselho Consultivo constituído e 01 conselho deliberativo em construção;

06 municípios da região com cursos, reuniões ou seminários para aumentar a conscientização dos investidores sobre as necessidades de conservação;

Mecanismos que auxiliarão o comércio de produtos não madeireiros estabelecidos em 03 UCs, 02 TIs e 02 Projetos de Assentamento;

52 madeireiros informados das vantagens e procedimentos para manejo florestal e certificação de produto florestal;

02 unidades demonstrativas de manejo florestal sustentável instaladas (1 madeireiro certificado e 1 comunitário);

Além da padronização do manejo florestal madeireiro ocorrida após a SEMA ter assumido a gestão desta atividade em MT, dois novos consultores serão contratados para padronizar os procedimentos dos processos de Planos de Manejo Florestal de não madeireiro e de comunitário.

 

 

Voltar  |  Principal
Disque Denúncia
SEMA-MT

Telefone: (65) 3613-7200

Palácio Paiaguás, Rua C, CEP: 78.049-913 - Cuiabá - Mato Grosso

CNPJ: 03.507.415/0023-50