Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > SEMA > Notícias > Operação Amazônia interrompe extração ilegal de madeira na Reserva Guariba Roosevelt
Início do conteúdo da página
SEMA
Publicado: Sexta, 16 de Julho de 2021, 14h48 | Última atualização em Sexta, 16 de Julho de 2021, 14h48 | Acessos: 246 | Categoria: Notícias
Operação Amazônia interrompe extração ilegal - Foto por: Christiano Antonucci/Secom-MT
imagem sem descrição.

Na última quarta-feira (14.07), equipes da Operação Amazônia flagraram a extração ilegal de madeira na Unidade de Conservação Reserva Extrativista Guariba Roosevelt em Colniza (1.022 quilômetros de Cuiabá), apreendeeram implementos e maquinários utilizados no crime, e destruiram um acampamento.

Quatro suspeitos receberam voz de prisão e foram encaminhados pela Polícia Militar à delegacia do município de Colniza para os procedimentos legais do flagrante. Eles foram multados em R$ 190 mil por causar danos à Unidade de Conservação.

Os fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em conjunto com a Polícia Militar, Fundação Nacional do Índio (Funai) e Polícia Judiciária Civil (PJC), apreenderam um trator, um caminhão-prancha, uma motocicleta e uma motosserra que estavam sendo usados no crime ambiental. 

A apreensão de maquinários ou a inutilização dos equipamentos e demais estruturas nas situações em que não é possível efetivar a remoção, é uma forma de cessar o dano ambiental em curso e descapitalizar o infrator.

A Unidade de Conservação Reserva Extrativista Guariba Roosevelt está localizada nos municípios de Colniza e Aripuanã, com uma área de 138 mil hectares do Bioma Amazônia, de uso sustentável. 

Operação Amazônia

A Operação Amazônia intensifica as ações de fiscalização de crimes ambientais com o reforço das forças de Segurança, o monitoramento em tempo real por satélite de todo o território de Mato Grosso, o embargo de áreas, a apreensão e remoção de maquinários flagrados em uso para o crime, e a responsabilização de infratores.

Integram a iniciativa as Secretarias de Estado de Meio Ambiente, de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), Ministério Público Federal (MPF) e Ibama.

Denúncias

O desmatamento ilegal e outros crimes ambientais podem ser denunciadas por meio da Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838.

Matéria de Sabrina Ventresqui com orientação de Lorena Bruschi*.

Registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página

Central de Atendimento Integrado ao Cidadão (CAIC)

0800 647 0111

Disque-Denúncia

0800 065 3838