Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > SEMA > Notícias > Sema implanta monitoramento da qualidade do ar na região metropolitana de Cuiabá
Início do conteúdo da página
SEMA
Publicado: Quarta, 07 de Dezembro de 2022, 20h07 | Última atualização em Quarta, 07 de Dezembro de 2022, 20h10 | Acessos: 157 | Categoria: Notícias
Sema implanta equipamento para monitorar qualidade do ar - Foto por: Sema/MT
imagem sem descrição.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) instalou e colocou em operação quatro equipamentos para monitorar a qualidade do ar na região metropolitana de Cuiabá, em tempo real. O objetivo é avaliar a concentração de gases poluentes e material particulado na atmosfera, principalmente no período seco, oriundos das queimadas e incêndios florestais.

Os equipamentos estão localizados na sede da Sema, no Batalhão de Emergências Ambientais do Corpo de Bombeiros Militar (BEA/CBM), no Parque Mãe Bonifácia e no 2º Batalhão de Bombeiros, em Várzea Grande, e transmitem os dados via rede celular para a internet, onde são agrupados em um servidor para acesso da Sema.

As medições calculam materiais particulados de monóxido de carbono, dióxido de nitrogênio, dióxido de enxofre e ozônio troposférico, que são os principais poluentes emitidos pelas queimadas e incêndios florestais, e são feitas a cada cinco minutos. Ao final, é apontado o Índice de Qualidade do Ar, que define o resultado entre bom ou inadequado.

Este é o piloto da Rede de Monitoramento da Qualidade do Ar, que vai ser operada pela Sema, em uma parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, por meio do Comitê Estadual de Gestão do Fogo. 

A divulgação de dados estimados da qualidade do ar em Mato Grosso é feita pela Sema desde 2008, fruto de parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (INPE). Agora, com os equipamentos próprios, o Estado terá valores mais precisos e o aumento de parâmetros monitorados para contemplar as referências exigidas na Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) nº 491, de 2018, que dispõe sobre os padrões de qualidade do ar.

“Foi uma conquista muito grande. Desde 2007, após um episódio agudo de poluição, estamos buscando melhorias na medição da qualidade do ar e no combate as queimadas e incêndios florestais. É um grande avanço o Estado de Mato Grosso começar a fazer o próprio monitoramento, possibilitando garantir um meio ambiente de qualidade e informações precisas para população”, destacou Sérgio Figueiredo, coordenador de Monitoramento da Água e do Ar da Sema.

Uma capacitação para manuseio dos equipamentos foi realizada esta semana com a participação de técnicos da Sema. Uma das estações foi adquirida com recurso próprio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e as outras três foram doações da empresa Ambar Energia, que também cedeu os custos de instalação. Todas as estações são da marca Thermo modelo Grid Monitor 5000.

Os próximos passos englobam a avaliação e expansão da Rede para cidades do interior e a disponibilização de consulta ao índice da qualidade do ar de forma online por qualquer cidadão. A Sema está avaliando a disponibilização de informações através de um boletim diário, como já é feito atualmente com os dados do INPE.

Texto| Renata Prata

Registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página

Coordenadoria de Atendimento ao Cidadão - CATE

0800 647 0111

Disque-Denúncia

0800 065 3838