Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação Ambiental
Contato
Telefone: (65) 3613-7206
Celular: (65) 3613-7206
Fax: (65) 3613-7206
E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Endereço Rua A, 9 - Centro Político Administrativo - 78053-128 Cuiabá - Mato Grosso
Responsavel: Montalvão, Vânia
Receitas Familiares

A Agricultura Familiar responde por mais de 70% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros e ela é a grande responsável pela diversidade produtiva. Segundo dados do Censo Agropecuário de 2006, no sítio eletrônico da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, a Agricultura Familiar constitui a base econômica de 90% dos municípios brasileiros com até 20 mil habitantes; responde por 35% do produto interno bruto nacional; e absorve 40% da população economicamente ativa do país, possuindo, portanto, importância econômica vinculada ao abastecimento do mercado interno e ao controle da inflação dos alimentos consumidos pelos brasileiros.

Falar em Agricultura Familiar é também falar em Segurança Alimentar e Nutricional e Soberania Alimentar, um dos temas estudados durante a formação “Agente Popular de Educação Ambiental do PEAAF”. A Segurança Alimentar e Nutricional é um direito de toda pessoa ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais.

Em seu artigo ‘Conceitos’, o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – CONSEA - aponta o modelo de produção e consumo de alimentos como fundamental para garantia de segurança alimentar e nutricional, pois para além da fome, há insegurança alimentar e nutricional sempre que se produz alimentos sem respeito ao meio ambiente, com uso de agrotóxicos que afetam a saúde de trabalhadores/as e consumidores/as, sem respeito ao princípio da precaução, ou, ainda, quando há ações, incluindo publicidade, que conduzem ao consumo de alimentos que fazem mal a saúde ou que induzem ao distanciamento de hábitos tradicionais de alimenta­ção.

Fortalecer a Agricultura Familiar com políticas públicas de acesso aos bens da natureza – terra e água, serviços públicos de atendimento à saúde, educação, transporte e lazer, é uma forma de garantir a segurança alimentar e nutricional e promover a produção orgânica e agroecológica, a proteção das sementes crioulas, da biodiversidade e dos sistemas agroextrativistas.

Ainda, de acordo com o CONSEA, a soberania alimentar diz respeito ao direito que tem os povos de definirem as políticas, com autonomia sobre o que produzir, para quem produzir e em que condições produzir. Soberania alimentar significa garantir a soberania dos agricultores e agricultoras, extrativistas, pescadores e pescadoras, entre outros grupos, sobre sua cultura e sobre os bens da natureza. Uma forma de soberania alimentar também acontece nas feiras e festas das sementes e mudas, provocadas pelas organizações sociais, propiciando as trocas e os saberes.

Durante a formação, como parte da metodologia participativa, a cada encontro os Agentes eram convidados a compartilhar frutas, verduras e guloseimas de produção própria. E a mesa era farta!! Outro espaço de partilha foi o intercâmbio entre as turmas. Cada reencontro era marcado pelos ‘presentes’ que geravam grande alegria e entusiasmo, criando um vínculo afetivo e de cultivo dos valores da cooperação, fraternidade, responsabilidade, entre outros. Aconteceram trocas de sementes, mudas, sabores, receitas e poemas.
Carinho e abraço metaforizados em potes de doces, geleias, frutas, raízes, poesias, fotos.


O Caderno de Receitas dos Agentes de Educação do PEAAF é um pequeno espelho da dinâmica que imprimimos aqui em Mato Grosso.
Foi pensado a partir do tema Segurança Alimentar e Nutricional e Soberania Alimentar como ferramenta pedagógica de registro da experiência aliado ao olhar atento para as mudanças singulares que o tempo e o espaço incidem sobre a elaboração e ressignificação do saber.

Os Agentes formaram seis (6) turmas em locais distantes geograficamente uma da outra, não se conheciam e não tinham contato físico e pouco contato virtual, assim, propomos o intercâmbio de trocas e os Agentes responderam tecendo um fio invisível, mas sensível, de cuidado, gratidão e respeito. O Caderno de Receitas carrega em si o olhar para o território e sua história a partir do cardápio alimentar e dos costumes, conectando memórias afetivas, emocionais, cognitivas, culturais e sociais que evidenciam a trajetória do homem e mulher do campo, suas andanças e lutas até a conquista da terra.

Saber individual, familiar, que compartilhado com a coletividade, volta ao fogo para ser reelaborado, complementado
ou recriado. Um pequeno passo de promoção da autoestima, que dá intimidade da cozinha dá lugar à coragem de se apresentar, de colaborar, de dizer a sua palavra temperada na afetividade e de história. Agradecemos profundamente a cada um, cada uma, que registrou nesse singelo caderno, seu saber e seu sabor, em pequenas medidas.

 

Arquivos
Ordernar   
Exibir Numero   
Data de publicação: 23/06/2022 19:06:22
Descrição:

Caderno de receitas - Sumário

 


Carecteristicas:

 Caderno de Receitas - Disponível para Download

 

Publicado em: Receitas Familiares
Fim do conteúdo da página

Coordenadoria de Atendimento ao Cidadão - CATE

0800 647 0111

Disque-Denúncia

0800 065 3838